REPORTAGEM FOTOGRÁFICA

Baile Perfumado

Cajá com sal | 18/11/2015

Compartilhe:


de VICTORIA ACERBI

Há mais de 50 anos o Mercado Popular da 74 faz parte da rotina noturna de diferentes personas que desejam dançar, beber uma cervejinha gelada ou dar aquele tão esperado beijo na boca

ND0025S1566v01cor

fotos: neto gomes

DE GABY AMARANTOS A KUDURO EM RITMO sertanejo é que se traça o som das noites de sexta do Mercado Popular no centro de Goiânia. Petiscos de secar a boca pedem a cervejinha barata e gelada dos botecos que cercam a pista de dança.

Para as cocotas, o batom vermelho é indispensável. Entre pequenos comprimentos de vestidos, rendas transparentes e um decote pra lá de ousado é que se encontram as mais belas da noite. Há também as quietinhas, que mesmo em dificuldade para encontrar um par, preferem assistir ao espetáculo sombreadas pela fumaça do cigarro.

Os Dons Juans, engomados por camisas de seda e sapatos engraxadíssimos, começam tímidos, mas basta uma música familiar e pronto. Formam-se os pares. Ao lado deles, os solitários; e os apaixonados.

É que o baile é perfumado por gente demais.

No fim da noite, casais bêbados saem em festa em busca de mais uma dança, de mais uma conversinha no pé do ouvido. Daquela saideira. O que se ouve, no fim, é o silêncio do centro.

ND0025S1469v01cor

MELANCOLIA

Jonathas da Rocha, 66 anos, sempre acompanha a graça do Mercado às terças e sextas. “Frequento aqui desde quando era uma feira, sempre sozinho.”

 

ND0025S1567v01cor

ND0025S1441v01cor

O BIGODE MAIS BONITO

SANDRA NUNES, 53 ANOS E TEODORO HENRIQUE, 66. O MOTORISTA HOLANDÊS E A DONA DE CASA APOSENTADA SE CONHECERAM NA PISTA DE DANÇA E FREQUENTAM O MERCADO HÁ CINCO ANOS.

 

ND0025S1538v01cor

ND0025S1482v01cor

Muita Formosura

A paraense Eliete Gomes, de 36 anos, mora em Goiânia há apenas três meses. na primeira vez que visitou o mercado, já fez pose e pediu pra ser fotografada

 

ND0025S1504v01cor

ND0025S1448v01cor

NEIDE CABRAL, 55 ANOS. A ASSISTENTE SOCIAL, QUE DISPENSA COMPANHIAS EM SUA MESA, SEMPRE FREQUENTA O BAILE ÀS SEXTAS, DEPOIS DO TRABALHO.

 

ND0025S1540v01cor

ND0025S1524v01cor

O SEGREDO DOS MEUS OLHOS

Francisco Lima de Souza, 59 anos. O maratonista paraolímpico tem apenas 8% de visão. Dançarino profissional, como gosta de se gabar, e um dos fundadores do baile do Mercado, têm dois companheiros inseparáveis: o sorriso e sua nega. Francisco não conseguiu ver a foto.

 

Conheça o Mercado através do olhar do fotógrafo Neto Gomes:

  • ND0025S1441v01cor
  • ND0025S1448v01cor
  • ND0025S1471v01cor
  • ND0025S1482v01cor
  • ND0025S1485v01cor
  • ND0025S1498v01cor
  • ND0025S1533v01cor
  • ND0025S1504v01cor
  • ND0025S1529v01cor
  • ND0025S1538v01cor
  • ND0025S1540v01cor
  • ND0025S1566v01cor
  • ND0025S1567v01cor
  • ND0025S1524v01cor
  • ND0025S1533v01cor
  • ND0025S1538v01cor
  • ND0025S1540v01cor
  • ND0025S1566v01cor
  • ND0025S1567v01cor
  • ND0025S1580v01cor

 

Esta reportagem foi publicada em novembro de 2013 quando a Revista Cajá ainda era de papel e projeto de conclusão de curso de graduação. Todos os personagens ainda se espremem na pista de dança do Mercado, sempre às sextas. 

Comentários